Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Milton Ribeiro

Carro de juiz que condenou Milton Ribeiro é atacado com dejetos e ovos

Após ameaças virtuais, forças policiais foram acionadas para proteger o juiz que condenou Milton Ribeiro

Redação Publicado em 08/07/2022, às 10h58

Carro do juiz Renato Borelli depois do ataque - Divulgação/ Redes sociais
Carro do juiz Renato Borelli depois do ataque - Divulgação/ Redes sociais

O juiz Renato Borelli, responsável pela ordem de prisão do ex-ministro da Educação, Milton Ribeiro, sofreu um ataque de dejetos de animais, ovo e terra, em seu veículo ao sair de sua casa, em Brasília, na quinta-feira, 7.

De acordo com a apuração do portal G1, ele não se feriu. A sua maior preocupação teria sido com o controle do veículo, afina, objetos cobriram a parte da frente e como consequência, dificultaram a sua visão.

Borelli autorizou a operação policial no dia 22 de junho, que prendeu o ex-ministro da Educação e os pastores Arilton Moura e Gilmar Santos, suspeitos de cobrar propina para liberação de verbas públicas do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação.

Constantes ameaças 

Logo após as condenações, o juiz da 15ª Vara da Justiça Federal em Brasília foi alvo de diversas ameças, em sua maioria nas redes sociais.

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) foi acionado para apurar as ameaças e recomendou algumas providências para proteção do juiz.

O Comitê Gestor do Sistema Nacional de Segurança do Poder Judiciário aprovou parecer do Departamento de Segurança Institucional, vinculado ao Conselho Nacional de Justiça, recomendando medidas de segurança que o Tribunal Regional Federal da 1ª Região pode tomar em favor do juiz. O ofício do Comitê foi enviado ao TRF1 nesta quinta (7/7). Não é possível detalhar, neste momento, as ações de segurança a serem adotadas para preservar a segurança do magistrado", falou em nota para a TV Globo, o CNJ.