Notícias » Segunda Guerra Mundial

Carta de soldado da Segunda Guerra é enviada 76 anos depois

Ao final do conflito, o sargento norte-americano escreveu para sua mãe, mas, a correspondência ficou perdida durante anos; entenda o caso

Penélope Coelho Publicado em 08/01/2022, às 10h28 - Atualizado às 10h47

Imagem ilustrativa de carta
Imagem ilustrativa de carta - Divulgação/Pixabay/margarita_kochneva

Nesta semana, a imprensa internacional divulgou informações a respeito de um caso envolvendo o envio de uma carta escrita por um soldado, ao final da Segunda Guerra Mundial (1939 -1945).

A correspondência em questão foi enviada pelo sargento norte-americano John Gonsalves — então com 22 anos, e em serviço na Alemanha — para sua mãe, moradora de Massachusetts. Entretanto, a carta só foi entregue recentemente, 76 anos depois de ter sido escrita.

De acordo com informações da agência de notícias AFP, o texto foi redigido em dezembro de 1945, após o final do conflito.

“Querida mãe. Recebi outra carta sua hoje e fiquei feliz em saber que está tudo bem. Quanto a mim, estou bem e me dando bem. Mas, no que diz respeito à comida, é muito ruim na maioria das vezes [...] Amor e beijos, Seu filho Johnny. Vejo você em breve, espero”, escreveu o soldado, na época.

Entretanto, por mais de sete décadas a carta ficou fechada e esquecida em um centro de distribuição do serviço postal em Pittsburgh. Até que finalmente foi encontrada por funcionários do local.

Os profissionais iniciaram uma busca para encontrar os envolvidos nessa história. Eles descobriram que Gonsalves e sua mãe faleceram, mas, a esposa do soldado, Angelina, foi encontrada pela equipe.

Aos 89 anos de idade, a mulher abriu a carta escrita por seu marido: “Imagine isso! Eu simplesmente não conseguia acreditar. E ver sua letra e tudo. Foi tão incrível [...] é como se ele tivesse voltado para mim, sabe?”, disse a senhora Gonsalves, em entrevista à WFXT-TV.