Notícias » Brasil

Casal acusado de matar adolescente é condenado a 36 anos de prisão

A menina andava de patins quando foi sequestrada pelo casal no ano de 2018

Redação Publicado em 10/11/2021, às 10h29

Na imagem, uma jovem anda de patins
Na imagem, uma jovem anda de patins - Imagem de Vika_Gera via Pixabay

Mayara Borges de Abrantes e seu companheiro Bruno Marcel de Oliveira, acusados de ter sequestrado e matadoVitória Gabrielly quando ela tinha 12 anos, foram condenados a 36 anos de prisão. A sentença foi decidida na última terça-feira, 9, em São Roque, no estado de São Paulo.

O casal, que já estava preso desde 2018, quando ocorreu o crime, foi condenado por homicídio, sequestro e ocultação de cadáver

Conforme informações da CNN, a pré-adolescente havia saído de sua casa, localizada em Araçariguama, município vizinho a São Roque, para andar de patins quando desapareceu.

Seu corpo foi encontrado apenas oito dias depois, atado a uma árvore, no meio de uma mata. Segundo a conclusão dos peritos, a morte se deu por asfixia.

Conforme avançaram as investigações, a polícia apurou que Bruno havia sido contratado por um traficante para que desse um susto na filha de um morador local que lhe devia 7 mil reais.

Porém o casal acabou sequestrando a menina errada e, quando percebeu o equívoco, decidiu matar Vitória.

Além de Bruno e Mayara, outras duas pessoas, o traficante Odilan Alves e o ajudante de pedreiro Júlio César Lima Ergesse, foram condenadas pela Justiça por envolvimento no caso.