Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Brasil

Casal cai em golpe e paga mil reais por bandeja de ovo

O caso ocorreu no Guarujá, no litoral de São Paulo

Redação Publicado em 23/05/2022, às 13h52

Imagem de câmeras de segurança - Divulgação / Arquivo Pessoal
Imagem de câmeras de segurança - Divulgação / Arquivo Pessoal

Um casal do Guarujá, no litoral de São Paulo, acabou sendo vítima de golpe ao comprar uma bandeja de ovos de um vendedor que passava de carro pelas ruas da região. No momento do pagamento, as vítimas acabaram sendo enganadas, pagando R$1.016 por um produto que custava apenas R$16.

Ao portal de notícias G1, a mulher, que preferiu não se identificar, declarou que, com a situação, não teve coragem de comer os ovos. "Já não confio em mais nada da pessoa", desabafou. Ela destacou que não costuma comprar nada na porta de casa, mas dessa vez acabou chamando o marido para comprar os ovos.

"Ele chamou o rapaz, que veio. O rapaz não parou [com o carro] em frente à minha casa porque tem câmera, parou um pouco mais para frente, aí não sei se ele viu isso", disse.

A entrevistada explicou que o vendedor perguntou ao seu marido qual era a forma de pagamento. Ao ouvir que seria por aproximação, o rapaz declarou que a máquina não passava, de modo que o comprador decidiu colocar a senha do cartão.

"Aí ele [vendedor] falou que não estava passando, foram e trocaram a máquina, aí eles ficaram conversando sobre o carro, colocou o cartão na outra maquininha, meu marido pegou e colocou a senha".

O golpe

No entanto, a máquina estava com o visor danificado, de forma que a vítima não percebeu que um valor muito maior estava sendo cobrado. O casal só se deu conta de que havia perdido mil reais em um golpe ao olhar o extrato bancário.

"Perguntei se meu marido pegou a notinha e ele falou que não, que não tinha dado, aí fui olhar no meu extrato e percebi que o homem levou R$ 1 mil a mais, saímos procurando eles, mas não encontramos", contou a mulher, que entrou em contato com o banco para tentar conseguir o dinheiro de volta. 

"O banco falou que iria me ressarcir só que em 7 dias, iria depositar o dinheiro na minha conta, fazer uma investigação, aí iria decidir e me comunicar se o dinheiro ficaria na minha conta ou se vão retirar", explicou.