Notícias » Estados Unidos

Casal que fez saudação nazista é preso na Califórnia

Mesmo acusados de vandalismo e discurso de ódio, Gregory e Rachel Howell voltaram para casa após pagarem fiança

Pamela Malva Publicado em 03/08/2020, às 14h00

Cenas do vídeo gravado pela vítima na Califórnia
Cenas do vídeo gravado pela vítima na Califórnia - Divulgação/Youtube

Na noite do dia 23, uma quinta-feira, um casal norte-americano voltava para casa quando, de repente, tornou-se o alvo do preconceito de um segundo casal, na Califórnia. Agora, os suspeitos foram presos e acusados de crime de ódio e vandalismo.

Segundo contou aos veículos jornalísticos, Itzel Lopez e seu namorado, ambos negros, estavam voltando da festa de aniversário da jovem quando pararam em um sinal. Nesse momento, um casal branco desceu de seu veículo e foi até o carro de Lopez.

Os acusados, então, começaram as agressões. Enquanto Gregory Howell gritava palavras de poder branco e fazia a saudação nazista, sua esposa, Rachel, mostrava o dedo do meio e afirmava que "apenas vidas brancas importam". Por fim, segundo Itzel, Gregory ainda pegou uma pá e atacou seu carro, daficando a lataria.

Mugshots de Gregory e Rachel Howell já na cadeia / Crédito: Departamento de Polícia de Torrance

 

"Nunca na minha vida eu pensei que iria experimentar isso. É realmente muito assustador", lamentou Itzel Lopez, em entrevista ao jornal KTLA. "Eles nem te conhecem e estão dispostos a machucá-lo".

O casal agredido prestou queixas no dia seguinte ao Departamento de Polícia de Torrance. Segundo os registros do xerife de Los Angeles, os dois acusados foram presos no dia 31, mas liberados no mesmo dia, após pagarem fiança.