Notícias » Arqueologia

Casas romanas de alto status são desenterradas em cidade na França

Conhecidas como domus, as residências luxuosas eram habitadas por pessoas da elite

Isabela Barreiros, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 26/02/2021, às 07h00

Os vestígios das domus romanas
Os vestígios das domus romanas - Divulgação/Instituto Nacional de Pesquisas Arqueológicas Preventivas (Inrap)

Escavações realizadas pelo Instituto Nacional de Pesquisas Arqueológicas Preventivas (Inrap) na cidade de Nimes, na França, revelaram a presença de ruínas de duas antigas casas romanas, também conhecidas como domus. A descoberta foi divulgada pelo portal Heritage Daily.

As residências eram geralmente habitadas por pessoas de alto status na sociedade da época, a elite da população. A região que hoje é a cidade de Nimes, pouco antes do ano 28 a.C., transformou-se em uma colônia, contando com entre 50 a 60 mil habitantes em seu auge. 

No que antes era o distrito do fórum romano, os pesquisadores descobriram os vestígios dos dois edifícios. As casas contavam com um hall de entrada, que levava a um grande hall, chamado de átrio. Ela contava ainda com alguns quartos, sala de jantar, cozinha e sala de estar. 

Uma particularidade interessante de uma das domus descoberta foi o seu piso. Ela apresentava um piso feito de mármore que foi decorado em forma de tabuleiro de xadrez. As peças eram grandes, o que possibilitou os detalhes impressionantes.

Além das residências romanas, os arqueólogos também identificaram outras construções ao longo das escavações. Eles encontraram salas, que eram servidas por um sistema de aquecimento, uma bacia de mármore e pátios que contavam com vasos de horticultura.