Notícias » Coronavírus

Caso da nova variante da Covid-19 é detectado em Israel, país fecha as portas para algumas nações africanas

A variante identificada na África do Sul preocupa especialistas ao redor do mundo

Penélope Coelho Publicado em 26/11/2021, às 08h54 - Atualizado às 11h11

Imagem meramente ilustrativa, tirada em Israel, no início da pandemia, em março de 2020
Imagem meramente ilustrativa, tirada em Israel, no início da pandemia, em março de 2020 - Getty Images

Nesta sexta-feira, 26, o Ministério da Saúde de Israel anunciou que o país detectou um caso da nova variante de Covid-19, descoberta inicialmente na África do Sul, a chamada B.1.1.529.

Com isso, o país decidiu que pessoas advindas da África do Sul, Malaui e Moçambique não poderão adentrar em solo israelense. Seguindo a tendência de outros países que também já anunciaram a restrição, como, Alemanha, Itália, Reino Unido, Holanda e outros.

De acordo com informações da agência de notícias AFP, o Ministério de Israel informou em comunicado que o caso da variante foi identificado em uma pessoa que veio do Malauí, além disso, outras duas pessoas que chegaram do exterior também estão confinadas no momento.

Em nota, as autoridades israelenses informaram que as três pessoas já haviam sido vacinadas contra o novo coronavírus. Até o momento, sabe-se que a B.1.1.529 tem 50 mutações, o que pode significar que as vacinas desenvolvidas até então não sejam eficazes contra essa variante.

Após a identificação do caso, uma reunião de emergência com nomes do alto escalão da saúde de Israel foi marcada pelo primeiro-ministro, Naftali Bennett, a fim de examinar os riscos.