Notícias » Família Real Britânica

Caso encerrado: Entenda a acusação de abuso sexual contra filho de Elizabeth II

O caso foi arquivado após um acordo extrajudicial entre o duque de York e Virginia Giuffre, responsável pela denúncia

Redação Publicado em 09/03/2022, às 09h55

Príncipe Andrew em 2017
Príncipe Andrew em 2017 - Getty Images

O processo contra o príncipe Andrew, acusado de abuso sexual por Virginia Giuffre foi encerrado no tribunal de Manhattan após um acordo extrajudicial entre o duque de York e a americana, de acordo com um documento publicado na última segunda-feira, 8.

Os dois teriam chegado a uma resolução em 12 de fevereiro. Nela, é indicada a "retirada desta ação" e que "cada uma das partes" deverá arcar com as despesas em decorrência dela, sendo os advogados de acusação e defesa David Boies e Andrew B. Brettler.

Os valores, no entanto, foram mantidos em segredo e não divulgados à mídia, como reportou o g1, que ressaltou que, caso a denúncia continuasse sendo julgada, poderia causar ainda mais transtornos à família real britânica, que vem se distanciando de Andrew.

Foi revelado apenas que o príncipe pretendia “fazer uma doação substancial à organização de Virginia Giuffre", criada em 2021 com o objetivo de auxiliar vítimas de tráfico sexual.

A imprensa britânica também repercutiu que o duque de York teria prometido 16 milhões de dólares pelo encerramento do processo.

Giuffre acusou o príncipe Andrew de ter abusado sexualmente dela quando tinha 17 anos e estava sendo vítima do bilionário americano Jeffrey Epstein. O filho da rainha Elizabeth II negou as acusações.