Notícias » Brasil

Caso Henry: Mãe de Monique comparece ao julgamento

Rosângela Medeiros prestou depoimento no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro nesta quarta-feira, 15

Pamela Malva Publicado em 15/12/2021, às 17h00

Momento da prisão de Monique Medeiros em abril deste ano
Momento da prisão de Monique Medeiros em abril deste ano - Divulgação/ Vídeo/ Rede Globo

Na manhã desta quarta-feira, 15, a mãe de Monique Medeiros foi até o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro e, na entrada, ouviu diversos xingamentos contra sua filha. Rosângela Medeiros foi uma das testemunhas ouvidas pela corte, cujo objetivo é julgar o caso do menino Henry Borel, morto em 08 de março de 2021, aos 4 anos.

Hoje aconteceu o segundo dia do julgamento e, além da mãe da professora, outras nove testemunhas se apresentaram ao júri. Entre elas, estavam uma prima de Monique, o irmão da mulher, sua melhor amiga e um cabeleireiro.

Ao chegarem no tribunal, todos escutaram os mesmos xingamentos direcionados à Monique. Parados na porta do local, manifestantes chamavam a mãe do pequeno Henry de "assassina" e “vagabunda", além de afirmarem que "ela foi pior que o Jairo".

Monique Medeiros é acusada no caso da morte de Henry Borel por homicídio triplamente qualificado, tortura e coação de testemunhas. Isso porque, segundo o Ministério Público do Rio de Janeiro, a mulher não fez nada diante das agressões de Jairinho, o médico e ex-vereador Jairo Souza Santos, contra o menino de 4 anos.

Na última terça-feira, 14, as testemunhas de defesa de Jairinho foram ouvidas pelo júri. Além de Cristiane Isidoro, ex-assessora do homem na Câmara Municipal do Rio, o filho do antigo vereador também prestou depoimento — momento que fez Jairinho chorar.