Notícias » Rio de Janeiro

Caso Henry: Pai critica saída de Monique da prisão: 'Não paro de chorar'

Leniel Borel afirma que irá recorrer da decisão da Justiça; entenda

Redação Publicado em 06/04/2022, às 10h27

Leniel ao lado do filho Henry
Leniel ao lado do filho Henry - Divulgação/Redes sociais/Leniel Borel

Mais de um ano depois da morte do menino Henry Borel, de quatro anos de idade, o caso voltou a chamar a atenção. Na última terça-feira, 5, a juíza Elizabeth Machado Louro determinou que a mãe do menino, Monique Medeiros, saia do regime fechado e seja monitorada com tornozeleira eletrônica.

De acordo com informações publicadas pelo portal de notícias g1, o pai de Henry, Leniel Borel, criticou a decisão da Justiça em tirar Monique da prisão e afirmou em entrevista que irá recorrer:

Não paro de chorar! Monique é tão culpada quanto o Jairo e merece uma pena igual ou maior do que a dele. É inacreditável essa decisão [...] Nós vamos recorrer. Respeitamos a decisão da Justiça, mas vamos recorrer com todas as forças possíveis”, afirmou Leniel.

Em abril de 2021, a mulher foi presa acusada pela morte do próprio filho, cumprindo pena desde então. O mesmo aconteceu com seu ex-namorado e ex-vereador, Jairinho.

Sabe-se que nos últimos meses, Medeiros denunciou para Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) episódios em que afirma ter sido vítima de violência e ameaças na prisão.