Notícias » Crimes

Caso Lázaro: Tia revela suposta conversa entre o procurado e sua mãe

Segundo a parente do suspeito, ele teria entrado em contato com a mãe depois da morte de quatro pessoas em Ceilândia

Pamela Malva Publicado em 22/06/2021, às 13h00

Fotografia de policiais procurando por Lázaro
Fotografia de policiais procurando por Lázaro - Divulgação/ Youtube/ SBT Jornalismo (22.06.2021)

As buscas por Lázaro Barbosa já chegaram ao 14º dia e, agora, revelações feitas pela tia do procurado podem iniciar um novo capítulo das investigações. Em entrevista ao ‘1º Jornal’, da Band, a mulher afirmou que seu sobrinho teria ligado para a mãe após a morte de quatro pessoas de uma mesma família em Ceilândia (DF), segundo o UOL.

De acordo com a tia de Lázaro, que preferiu não se identificar, o suspeito de cometer a chacina afirmou que não agiu sozinho naquele dia. "Ele disse para mãe que não estava sozinho e disse para as pessoas que ele entrou nas casas depois”, narrou a mulher.

“Ele mesmo vendo na televisão dizendo 'tá vendo aquilo ali? Ali não foi eu sozinho não'”, continuou. Ainda de acordo com a parente de Lázaro, quando questionado sobre a mãe da família morta em Ceilândia, o homem também contava uma outra versão.

“Ele fala 'a mulher não está comigo, não foi eu quem pegou a mulher, quem pegou a mulher foram os outros', mas não se refere a quem”, revelou a tia do procurado. Naquele dia 9 de junho, um empresário e seus dois filhos foram encontrados em casa, já sem vida, enquanto a mãe dos jovens foi identificada mais tarde, em outro lugar.

Policiais fazendo buscas pela região onde Lázaro pode estar/ Crédito: Divulgação/ TV Globo

 

Ainda mais, a tia de Lázaro afirmou que optou por deixar sua casa, com medo de toda a situação. "A gente não dorme. Qualquer coisa que passa na rua, a gente acha que é ele chegando. E medo também dos revoltados, tem muita revolta aí", lamenta a mulher.

Procurada pelo UOL, que buscava verificar o envolvimento de mais pessoas além de Lázaro durante a chacina de Ceilândia, a Polícia Civil do Distrito Federal afirmou que "não irá comentar sobre oitivas, declarações e demais instruções do inquérito policial para não prejudicar o trabalho de investigação em andamento".

Lázaro Barbosa está sendo procurado pelas autoridades de Goiás e do Distrito Federal há 14 dias, suspeito de matar a família de quatro pessoas em Ceilândia. Desde o ocorrido, a polícia realiza buscas na região de Goiás, local onde o sujeito está escondido, como apontaram investigações. Segundo revelado pelas autoridades, o homem se esconde em áreas rurais, armado, ele invade fazendas e faz moradores como reféns.