Notícias » Crimes

Caso Madeleine McCann: Polícia pretende encerrar investigações sobre sumiço da garota

A promotoria alemã já afirmou ter evidências concretas sobre a morte da garota e agora pretende avançar em uma única direção para resolver o caso, após 13 anos

Alana Sousa Publicado em 16/07/2020, às 07h00

Foto de Madeleine McCann
Foto de Madeleine McCann - Divulgação

Segundo o jornal The Sun, a polícia alemã pretende encerrar as investigações sobre o caso Madeleine MccCann, a menina que que sumiu de sua casa de férias em Portugal em 3 de maio de 2007. O promotor, Hans Christian Wolters, afirmou que tem interesse em focar na acusação de Christian Brueckner, o principal suspeito do sequestro.

“Temos interesse em mantê-lo em custódia. Isso nos dá acesso para interrogatórios caso ele seja indiciado”, alegou Wolters. Atualmente, Brueckner cumpre pena de 21 meses por tráfico de drogas em uma prisão em Kiel, na Alemanha.

Pelas evidências que a promotoria alemã alega ter, Hans disse que “não há motivo para arrastar [as investigações] desnecessariamente. Vamos demarcar um ponto em algum momento”. A Justiça está certa de que Christian é o culpado pelo sequestro e morte de Madeleine, assim como de outras crianças daquele período.

Por outro lado, os pais de McCann são contra a decisão de suspender as investigações. Essa não é a primeira vez que o casal entra em confronto com os detetives. Em junho, o promotor enviou uma carta a Katy e Gerry, afirmando que existiam provas que apontavam para a morte da criança. Quanto a correspondência eles divulgaram por meio de uma porta-voz que não iriam se pronunciar.