Notícias » Crime

Caso Madeleine McCann: promotor alemão afirma que os pais são inocentes

Essa e outras atualizações foram reveladas ao programa de TV português “Sexta às 9”

Ingredi Brunato Publicado em 21/09/2020, às 16h46

Madeleine McCann em foto de família
Madeleine McCann em foto de família - Divulgação

O prosseguimento da investigação do desaparecimento ocorrido em 2017 de Madeleine McCann, que tinha quatro anos na época, pelas autoridades alemãs, concluiu recentemente que seus pais, Kate e Gerry McCann, são inocentes. 

A informação foi divulgada por veículos de comunicação distintos, sendo o primeiro deles o jornal britânico The Sun, e o segundo o programa de tevê português chamado “Sexta às 9”, que contou com a presença do promotor alemão Hans Christian Wolters.  

“Tudo o que direi é que conduzimos uma investigação muito séria e não há nenhuma indicação de que os pais de Madeleine McCann estejam ligados ao seu desaparecimento. Por outro lado, temos muitas evidências apontando que Christian a matou”, disse o promotor. 

Christian Brueckner, a quem ele se refere, é o atual suspeito pelo sequestro da menina, um homem alemão de 43 anos que foi conectado ao caso através de novas evidências em junho deste ano.

“O resultado da nossa investigação não aponta de forma alguma para a possibilidade de o suspeito ter mantido Madeleine viva. Não temos nada que indique que ela possa estar viva. Tudo o que temos indica que ela está morta”, comentou ainda Wolters, desencorajando as esperanças de um final feliz para a investigação.