Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Brasil

Caso Rafael Miguel: Filha de Paulo Cupertino se diz aliviada com prisão do pai

O assassino do jovem ator foi preso ontem, 16, quase três anos após o crime

Redação Publicado em 17/05/2022, às 18h08

Isabela Tibcherani - Divulgação / TV Globo
Isabela Tibcherani - Divulgação / TV Globo

Isabela Tibcherani, filha de Paulo Cupertino, declarou nesta terça-feira, 17, que se sente aliviada com a prisão do pai, que matou o atorRafael Miguelhá quase três anos. A jovem era namorada do garoto, cujos pais também foram mortos pelo homem.

O assassino, quem foi preso na última segunda-feira, 16, atirou 13 vezes nas três vítimas. Isabela, então com 18 anos de idade, e sua mãe, presenciaram o crime, mas não foram feridas.

"Ter que reviver tudo isso não é fácil, principalmente mediante todos os esforços para desvincular minha imagem de toda essa repercussão negativa, mas é uma notícia que minimamente alivia, mas não resolve muita coisa. É muito bom saber que ele foi preso. É o senso de Justiça. Desejo que ele pague pelo que ele fez", disse a jovem em entrevista ao G1.

Isabela também contou ao portal de notícias que, desde o ocorrido, vem tentando se reerguer, mas sem sucesso. Segundo ela, até mesmo as empresas se recusam a contratá-la devido ao crime cometido pelo pai.

Declaração de Cupertino

Assim que foi preso, na última segunda-feira, 16, Paulo Cupertino declarou que “a filha está muito mais feliz agora do que no tempo que ela namorava com o rapaz”.

"Me revolta ele dizer que eu estou mais feliz. Porque eu não estou. Eu me reconstruí, amadureci, eu mudei tanto física quanto mentalmente mas felicidade é um termo que ainda não conheço de fato", revelou Tibcherani, que disse se lembrar de Rafael Miguel sempre com muito carinho e amor.

"Hoje falar sobre isso não é mais um peso tão grande pq a gente aprende a lidar com a dor. Tem uma hora que a gente não tem mais o que fazer, você tem que seguir com a vida e eu segui com a minha, mas lembrando dele sempre com muito carinho e muito amor. E dos pais também".