Notícias » Saúde

Casos de gripe aviária voltam a aparecer nas Filipinas e na Alemanha

Transmissão ocorre, principalmente, de animal para animal, mas pode atingir seres humanos

Caio Tortamano Publicado em 17/03/2020, às 17h00

Codorna foi uma das espécies mais afetadas
Codorna foi uma das espécies mais afetadas - Wikimedia Commons

Afetando apenas animais, a Alemanha e Filipinas confirmaram casos de gripe aviária em algumas fazendas de aves nos países. A doença afeta somente pássaros, e ocorrem de um bicho para outro.

Porém, humanos podem sim ser infectados com a doença caso entrem em contato com as fezes dos animais doentes ou comam a sua carne e ovos contaminadas. Por sorte, nunca foi registrado um caso de transmissão de uma pessoa para outra.

A doença foi registrada em uma fazenda ao norte das Filipinas. Das 15 mil aves do local, mil e quinhentas acabaram morrendo por conta da gripe, e outras 12 mil foram sacrificadas para evitar a propagação da doença. Animais em um perímetro próximo a fazenda estão sob observação.

Na Alemanha, por mais que vírus tenha sido considerado mais brando que o das Filipinas, todas as aves de uma fazenda de frangos na Saxônia foram sacrificadas. Em 2019 alguns outros países da Europa relataram casos de gripe aviária, tais como República Tcheca, Polônia, Hungria e Eslováquia.

Por mais que seja difícil ser contaminado, a gripe é de grande letalidade. Dos 24 casos registrados em chineses desde 2014, 30% veio a óbito. Os sintomas são parecidos com os de uma gripe comum, mas pode evoluir para uma pneumonia.