Notícias » Armênia

Catedral histórica da Armênia é atingida durante bombardeio

Igreja construída no século 19, que fica localizada na cidade conhecida como "Jerusalém de Nagorno-Karabakh", foi parcialmente danificada ao ser atingida por forças azerbaijanas

Giovanna Gomes Publicado em 08/10/2020, às 09h38

Igreja armênia de Khazanchetsots
Igreja armênia de Khazanchetsots - Wikimedia Commons

O centro de informação do governo armênio afirmou nesta quinta-feira, 8, em uma postagem no Facebook que "as Forças Armadas do Azerbaijão bombardearam a igreja armênia de Khazanchetsots (de Cristo Salvador) na cidade de Shusha", o que se configura em uma grande perda. 

A cidade conhecida como "Jerusalém de Nagorno-Karabakh" é ocupada tanto por cristãos armênios quanto por muçulmanos do Azerbaijão que, há muitos anos, travam um grande conflito religioso na região.

Os bombardeios chocaram a muitos moradores cristãos de lá, entre eles Simeão, o qual declarou: "não há militares aqui, nada estratégico, como alguém pode apontar contra uma igreja? É uma catedral muito importante para nós".

Em declaração à AFP, o arcebispo de Karabakh, Parguev Martirossian, afirmou que teria sido o "Estado Islâmico" o autor do ataque. "Eles [os azerbaijanos] atacam nossos valores espirituais", prosseguiu.

A catedral construída entre 1868 e 1887 sofreu sérios danos devido aos projéteis lançados pelas forças azerbaijanas, sendo que foi aberto um grande buraco no teto, vitrais foram quebrados, além de que vários objetos sagrados ficarem entre escombros. Esta não foi a primeira vez em que a igreja foi bombardeada, na década de 1990, o templo foi atingido durante a guerra de Nagorno-Karabakh e ficou em grande parte destruído.