Notícias » Egito Antigo

Caverna coberta de pinturas rupestres únicas de 12.000 anos é encontrada no Egito. Confira imagens!

Com representação de mãos, pés, jumentos e pessoas, esse novo sítio no Sinai já pode trazer novas informações sobre a pré-História do Egito

André Nogueira Publicado em 20/02/2020, às 07h00 - Atualizado às 07h46

Pintura rupestre
Pintura rupestre - Ministério de Antiguidades do Egito

Foi descoberta uma nova caverna no Sinai, Egito, com marcações rupestres únicas na região. A falha geológica possui imagens pintadas do teto ao chão, com pigmentações coloridas. Segundo Mustafa Waziri, do Ministério de Turismo e Antiguidades do país, a caverna de arenito está localizada no sul da península, entre as cidades de Santa Catarina e Sarabit el-Khadem, possuindo 3 metros de profundidade e 3,5 de largura.

As imagens parecem representar animais como mulas, jumentos ou cavalos, sendo consideradas relativamente antigas, com as mais velhas tendo entre 7.500 e 12.000 anos, com traços comuns da Idade do Cobre. Porem, é possível perceber alguma coesão entre iconografias, como animais iguais em locais diferentes da caverna e pegadas humanas no teto que se parecem com outras em locais mais baixos.

Grafites da Idade do Cobre / Crédito: Ministério de Antiguidades do Egito

 

Figuras antorpomórficas / Crédito: Ministério de Antiguidades do Egito

 

Jumentos representados em parede / Crédito: Ministério de Antiguidades do Egito

 

Marcas de mão no teto da caverna / Crédito: Ministério de Antiguidades do Egito

 

"Obviamente, comentários com base em algumas imagens e um relatório inicial são arriscados. O que se pode dizer é que os antigos egípcios eram grafiteiros inveterados, e eles não podiam deixar de inscrever a paisagem, especialmente nas estradas e nos locais de atividade. os desertos”, disse John Darnell, professor de Antigo Oriente Próximo na Universidade de Yale, ao Newsweek. "O novo local identificado pode muito bem aumentar nossa compreensão das atividades humanas no sul do Sinai ao longo do tempo".

Um dos casos de imagens mais intrigantes para os cientistas do Conselho Supremo de Antiguidades são as marcas encontradas no teto da caverna, com a impressão direta das mãos dos pintores que, seguindo Darnell, “parecem ter um estilo diferente e possivelmente mais antigo do que os outros exemplos muito antigos do deserto ocidental".


+Saiba mais sobre o Egito Antigo através dos livros abaixo

O Livro dos Mortos do Antigo Egito, de E. A. Wallis Budge (2019) - https://amzn.to/2vzXF8o

Egito Antigo, de Stewart Ross (2005) - https://amzn.to/2vzQa1b

Desvendando O Egito, de Sergio Pereira Couto (2008) - https://amzn.to/3aZcz8l

As Dinastias do Antigo Egito, de Charles River Editors (2019) - https://amzn.to/2u7EjXV

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.