Notícias » Arqueologia

Cemitério da Era Viking é encontrado na Suécia

Ao todo acredita-se que o cemitério abrigue cerca de 2 mil esqueletos que datam do século 11

Giovanna de Matteo Publicado em 03/09/2020, às 09h07

Foto de esqueletos humanos achados na abadia de Vreta, na Suécia
Foto de esqueletos humanos achados na abadia de Vreta, na Suécia - Foto: Divulgação / Arkeologerna

Foi descoberto perto da abadia de Vreta, ao norte da cidade de Linkoping, na Suécia, um cemitério que abriga milhares de esqueletos ao redor da área do mosteiro. O achado foi publicado pela emissora sueca SVT, que relatou que o museu da região considerou essa a "descoberta da década".  Os pesquisadores afirmaram que "não há nenhum outro material esquelético conhecido em Östergötland, talvez não em toda a Suécia, que é tão limitado no tempo aos anos 1000" e que eles esperam continuar a investigação.

A equipe de arqueólogos informou que a descoberta foi feita durante uma escavação de canos de oleodutos fora da abadia, no qual começaram a aparecer diversos esqueletos humanos. Os ossos encontrados datam do século 11 e, segundo os escavadores, existem provavelmente cerca de dois mil esqueletos neste cemitério da Era Viking, da baixa Idade Média.

Por enquanto, foram encontradas cerca de 70 tumbas, da qual 19 foram examinadas. Considera-se que estão bem preservadas, sendo alguns deles achados dentro de caixões de madeira. As outras 50 tumbas foram cobertas e o oleoduto foi deslocado para um trecho diferente. Os pesquisadores afirmam que os enterros ocorreram em um curto período de tempo, o que remonta uma nova investigação para descobrir como e por que um número tão alto de mortes ocorreu naquele pequeno intervalo de tempo.

Há 100 anos, vários monumentos e túmulos diferentes dos anos 1000 foram encontrados quando a igreja em Vreta foi reformada, e desde então muitas escavações foram feitas no mosteiro, conhecido por ser o primeiro convento de freiras na Suécia e  um dos mais antigos da Escandinávia, que ficara ativa entre 1100 e 1582.