Notícias » Oriente Médio

Cemitério de navios do Mar Negro pode ajudar a solucionar enigma da Arca de Noé

Local contém mais de 50 naufrágios, de 400 a.C. até o século 19

Joseane Pereira Publicado em 23/10/2019, às 07h00

None
- Black Sea Map/EEF

Milhares de metros abaixo do Mar Negro, se encontra um cemitério que pode esclarecer a história da Arca de Noé. O local está próximo da Bulgária, e contém 60 navios que datam de 400 a.C. até o século 19. Como há pouco oxigênio nessas profundezas, as estruturas de madeira não se deterioram com o tempo.

Crédito: Dr Rodrigo Pacheco-Ruiz

 

Segundo estudiosos, o dilúvio enviado por Deus teria se originado no Mar Negro, há 7.600 anos. Mas foi bem mais lento que o descrito na Bíblia: para os geólogos marinhos William Ryan e Walter Pitman, o derretimento de calotas polares fez com que as águas do Mediterrâneo subissem vagarosamente, transformando um pequeno lago de água doce no Mar Negro.

Crédito: Black Sea Map/EEF

 

Estudando amostras de solo subaquático próximas ao naufrágio, os cientistas esperam entender melhor a teoria das cheias de Noé. "O que coletamos não prova uma inundação catastrófica. Os dados mostram uma provável elevação gradual do nível do mar", afirmou o pesquisador marítimo Dr. Zdravka Georgieva.

O cemitério foi encontrado com sonar e veículos de controle remoto, e a equipe de arqueólogos criou modelos 3D de cada um dos naufrágios.