Notícias » Inglaterra

Centenas de caranguejos estão aparecendo mortos em praias da Inglaterra

O fenômeno já tem persistido por semanas, até então, sem explicação aparente do que o causou

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 26/10/2021, às 17h53

Fotografia mostrando uma das muitas pilhas encontradas pelos habitantes da região
Fotografia mostrando uma das muitas pilhas encontradas pelos habitantes da região - Divulgação/ Twitter/ Arquivo Pessoal

Nas praias do distrito de Teesside, na Inglaterra, a população local tem notado uma estranha ocorrência: as areias têm ficado cobertas de pilhas de crustáceos (consistindo principalmente de caranguejos, lagostas e mexilhões) nos últimos tempos. 

Boa parte das centenas de criaturas marinhas jogadas na praia já costumam estar mortas quando são encontrados, mas também existem algumas ainda vivos.

Os que se compadecem da trágica e enigmática situação ambiental tem tentado salvar esses poucos, conforme repercutido pelo UOL nesta terça-feira, 26.

"Eu e meu marido passamos horas colocando tantos [crustáceos] vivos quanto podíamos de volta ao mar. Algo está muito, muito errado aqui. Isso vem se acumulando há algumas semanas na nossa costa e ninguém está fazendo nada a respeito", relatou Sharon Bell, uma das moradoras da região. 

De acordo com o TeessideLive, jornal local, as autoridades que cuidam da preservação ambiental da região foram contatadas e começaram a investigar o fenômeno.

Assim, caso seja descoberto que a causa por trás das mortes desses crustáceos é poluição industrial, as devidas consequências sejam tomadas. 

"Amostras de água, sedimentos, mexilhões e caranguejos foram coletadas e estão sendo enviadas aos nossos laboratórios para análise, para avaliarmos se algo relacionado à poluição poderia ter contribuído para a morte dos animais", relatou o órgão responsável através de um comunicado à imprensa.