Notícias » Família Real Britânica

Charles teria emprestado dinheiro para Andrew pagar processo, segundo a mídia britânica

Acusado de abuso sexual, o filho de Elizabeth II foi sentenciado a pagar R$ 80 milhões, e seu irmão emprestou parte do valor

Pedro Paulo Furlan, sob supervisão de Fabio Previdelli Publicado em 08/03/2022, às 16h05

Príncipe Charles em evento no País de Gales (2022)
Príncipe Charles em evento no País de Gales (2022) - Getty Images

Envolvido em acusações de abuso sexual e de menores devido seu contato próximo com o infame Jeffrey Epstein, Andrew, filho da rainha Elizabeth II, foi sentenciado a pagar um acordo fechado para a vítima, Virginia Giuffre. O processo chegou em uma quantidade equivalente a 12 milhões de libras esterlinas, cerca de R$ 80 milhões na cotação atual.

De acordo com relatos publicados pelo The Mirror, o irmão de Andrew e futuro monarca do Reino Unido, Príncipe Charles, teria emprestado parte deste dinheiro — por volta de R$ 46 milhões de reais, mais que metade do valor a ser pago. A informação vem depois de Andrew afastar-se de suas obrigações reais.

Nenhum dinheiro presente na quantia emprestada por Charles veio do dinheiro público, como aponta a cobertura do portal de notícias UOL. Além disso, dos 12 milhões de libras esterlinas, 2 milhões (equivalente a 13 milhões de reais) serão destinados a uma organização que ajuda vítimas de abuso.

O duque de York, segundo a acusação, fez parte do grupo de pessoas que envolveu Giuffre em tráfico sexual e a abusou, junto a Epstein e sua ex-namorada, Ghislaine Maxwell. Andrew e Virginia aparecem juntos em diversas fotografias, e outras etapas do julgamento já haviam investigado e encontrado culpa no filho de Elizabeth II.