Notícias » Itália

Chefe da máfia italiana arranca e engole dedo de agente carcerário, revela site

O antigo chefe da facção estava em isolamento quando resolveu agredir o guarda que fazia uma vistoria em sua cela

Caio Tortamano Publicado em 08/09/2020, às 17h54

Imagem ilustrativa de uma cela
Imagem ilustrativa de uma cela - Pixabay

Detido numa prisão perpétua em Roma, Itália, um chefe da máfia siciliana Cosa Nostra atacou sete guardas durante uma inspeção de rotina em sua cela. Giuseppe Fanara teria, de acordo com o The Guardian, mordido e engolido o dedo de um desses guardas.

Fanara está preso há nove anos, e o caso teria acontecido em junho. A legislação do país tem leis e punições específicas para grandes membros de organizações criminosas, em que os detentos são presos em absoluto isolamento para que não consigam comandar suas facções de dentro do cárcere.

"Durante a agressão, ele mordeu o dedo mínimo do agente em sua mão direita", afirmou o texto presente no jornal Il Messagero. "O dedo desapareceu, levando um promotor de Roma a concluir que havia sido engolido".

Depois disso, Giuseppe foi transferido para outra prisão de segurança máxima com acusações adicionais a sua pena. Isso porque, além do que ele mordeu, o criminoso ainda ameaçou outros seis guardas com um cabo de vassoura.