Notícias » Estados Unidos

Chefe dos bombeiros critica postura de Travis Scott em show que teve mortes

Na última sexta-feira, 5, uma apresentação do rapper no Texas terminou em tragédia, com pessoas pisoteadas

Penélope Coelho Publicado em 10/11/2021, às 09h44

Travis Scott, em 2021
Travis Scott, em 2021 - Getty Images

Na abertura do festival Astroworld, na noite da última sexta-feira, 5, oito pessoas morreram pisoteadas durante um show do rapper Travis Scott, em Houston, Texas, nos Estados Unidos.

Dias após a tragédia, o chefe dos bombeiros da cidade, Samuel Peña, se pronunciou sobre o caso e criticou a postura de Travis em meio ao ocorrido.

Segundo informações publicadas na última terça-feira, 9, pela BBC, Samuel acredita que Scott deveria ter interrompido sua apresentação, quando viu a confusão aumentar e pessoas ficaram em apuros.

“Todos naquele evento tinham uma responsabilidade [...] Do artista para baixo”, afirmou o chefe dos bombeiros.

Após o trágico episódio, o cantor afirmou que ficou “arrasado” com o ocorrido. Sua namorada, a empresária e digital influencer, Kylie Jenner, afirmou que eles só ficaram sabendo das dimensões do incidente após o show.

A polícia informou que a apresentação do rapper se estendeu por pelo menos mais 40 minutos, desde o início do incidente.

A certa altura, uma ambulância tentava abrir caminho no meio da multidão. O artista comanda essa multidão [...] O artista, se perceber algo que está acontecendo, com certeza pode pausar aquela performance, acender as luzes e dizer: 'Ei, não vamos continuar até que isso seja resolvido'”, finalizou.