Notícias » China

China apresenta novo plano econômico e prevê "grande poder" só daqui 30 anos

Membro da Conferência Consultiva Política do Povo Chinês falou sobre a manufatura da potência asiática

Alana Sousa Publicado em 08/03/2021, às 12h20

Imagem ilustrativa da bandeira da China
Imagem ilustrativa da bandeira da China - Pixabay

No último domingo, 7, Miao Wei, da Conferência Consultiva Política do Povo Chinês (CCPPC), anunciou que a China só atingirá a grandeza manufatureira daqui a 30 anos. O membro do principal órgão de consulta do governo da China enfatizou a dependência de terceiros em nota repercutida pela BBC.

“As tecnologias essenciais estão nas mãos de terceiros”, afirmou Wei. E acrescentou que “as capacidades básicas ainda são fracas”, apesar disso, a potência asiática é vista como uma das grandes fábricas do mundo.

Miao alegou que a preocupação do crescimento se deve, pois, “a proporção da produção manufatureira em relação ao PIB diminuiu muito cedo e muito rapidamente”; de fato, a indústria produziu em 2020 o menor PIB desde 2012.

Pensando em como fortalecer a nação, a China apresentou um projeto de economia em que prioriza o aceleramento de tecnologias avançadas, além da criação de robótica e aeronaves. A inteligência artificial também ganhará grande relevância neste processo que promete durar cinco anos.