Notícias » China

China: Cidadãos confinados relatam não ter o que comer

Moradores de Xi'an enfrentam rígidas restrições há uma semana em decorrência da pandemia de Covid-19

Redação Publicado em 30/12/2021, às 14h20

Profissionais da saúde em área restrita de cidade chinesa
Profissionais da saúde em área restrita de cidade chinesa - Getty Images

Moradores da cidade de Xi'an, localizada no centro da China, declararam nesta quinta-feira, 30, que estão sem alimentos. As pessoas que vivem na região encontram-se confinadas há uma semana, como forma de conter o avanço dos casos de Covid-19 no país.

Por decisão do governo, os moradores têm direito a sair de suas residências uma vez a cada três dias para comprar comida. Porém, muitos deles relataram ter ficado sem alimento antes do tempo permitido para deixarem suas habitações.

"Como vamos viver? Como vamos comer?", questionou um morador da cidade, que tem 13 milhões de habitantes, por meio de uma publicação na rede social Weibo.

Conforme o portal de notícias UOL, as autoridades locais admitiram ontem, 29, que a oferta de alimentos foi afetada pelas restrições. No entanto, o governo central segue assegurando que mantém total controle sobre a situação.

"No geral, a oferta de produtos básicos em Xi'an é suficiente", disse Gao Feng, porta-voz do ministério do Comércio, durante coletiva de imprensa online.

Ele também afirmou que seu ministério irá tomar medidas com o objetivo de garantir o abastecimento caso haja necessidade.