Notícias » Ásia

China desenvolverá lei que deve punir os pais por mau comportamento dos filhos

O parlamento chinês visa lei que pode levar pais a programas de educação familiar por ações de seus filhos

Pedro Paulo Furlan, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 19/10/2021, às 17h17

Imagem meramente ilustrativa
Imagem meramente ilustrativa - Getty Images

O Parlamento da China está analisando e votando uma nova proposta de lei que trata da educação das crianças chinesas. A lei detalha a punição dos pais, por meio da repreensão ou de programas de educação familiar, no caso de seus filhos praticarem mau comportamento ou crimes.

Uma maneira encontrada de promover a educação é incentivar os costumes familiares. O projeto de lei está sendo considerado no Comitê Permanente do Congresso Nacional do Povo da República Popular, o órgão mais alto na política chinesa, nesta semana.

O porta-voz da Comissão de Assuntos Legislativos, Zang Tiewei, falou com a imprensa sobre o cenário de paternidade que incentiva esta lei aos olhos do parlamento chinês: “Existem muitas razões para os adolescentes se comportarem mal, e a falta de educação ou uma educação familiar inadequada é a principal causa”.

Segundo informações da Agência Brasil nesta terça-feira, 19, o documento da proposta também serve como um incentivo aos pais, solicitando que encontrem tempo para seus filhos brincarem, descansarem e exercitarem-se.

Mais cedo neste ano, o governo chinês desenvolveu regras em cima do número de horas que menores de idade passam em videogames e solicitou que os criadores de jogos retirem qualquer conteúdo que incentive a ‘efeminação’.