Notícias » Ásia

China lança mísseis em maquetes de navios da marinha estadunidense

No interior chinês, foram construídos porta-aviões e navios de mentira para servirem como alvos de mísseis balísticos

Pedro Paulo Furlan, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 08/11/2021, às 16h24

Imagem e ilustração de uma das maquetes no deserto de Xinjiang
Imagem e ilustração de uma das maquetes no deserto de Xinjiang - USNI News © 2021 Maxar Technologies Usada

No interior chinês, no deserto de Xinjiang, o governo da China tem testado mísseis em maquetes de porta-aviões e navios da marinha estadunidense. Este treinamento reflete a intensificação das tensões entre a nação chinesa e os Estados Unidos, especialmente em relação ao Mar da China Meridional.

A empresa de tecnologia espacial Maxar tirou fotos dos navios construídos no território desértico, incluindo um sistema de trilhos ferroviários para que os testes possam ser conduzidos em um veículo em movimento.

Segundo cobertura do portal de notícias CNN, o Instituto Naval dos Estados Unidos confirmou que o sítio tem sido utilizado para lançamentos de mísseis balísticos. 

Além disso, Collin Koh, da Escola de Estudos Internacionais S. Rajaratnam, em Cingapura, conversou com o portal em relação ao significado internacional que estes testes terão em relação ao poderio balístico da China.

“Não acho que os alvos do deserto serão o estágio final. Eles servem para um refinamento adicional”, afirmou.

Considerando a opinião do pesquisador, as maquetes e os lançamentos de mísseis chineses seriam mais úteis se feitos no mar mesmo, no entanto, caso o ambiente marinho fosse utilizado, isto poderia atrair ainda mais atenção dos Estados Unidos e revolta de países vizinhos.