Notícias » China

China: Morre aos 38 anos, panda considerado o mais velho do mundo

De acordo com zoológico, o animal faleceu em decorrência de falência múltipla de órgãos

Penélope Coelho Publicado em 22/12/2020, às 07h36

Imagem meramente ilustrativa de panda
Imagem meramente ilustrativa de panda - Divulgação/Pixabay

Na noite da última segunda-feira, 21, o zoológico Chongqing, localizado na China, anunciou a morte da pandaXin Xing. A fêmea tinha 38 anos e era considerada a panda mais velha do mundo. As informações são do portal de notícias UOL.

Segundo revelado na reportagem, o panda-gigante faleceu no dia 8 de dezembro, após sofrer de falência múltipla de órgãos. O tempo de vida do animal impressionava os veterinários — já que na natureza sabe-se que normalmente essa espécie vive até 20 anos.

De acordo com um cálculo realizado pelo jornal New York Post, a idade de Xin Xing equivalia a 130 anos em idade humana. Sabe-se que a fêmea foi especial de diversas maneiras, ela ficou conhecida como “mãe heroína”, após ter 36 filhotes ao longo de sua vida.

Os pandas-gigantes já estiveram na lista de animais em extinção, mas, foram removidos em 2016, após maiores incentivos de preservação por parte da China. Hoje em dia, essa espécie é considerada ‘vulnerável’, acredita-se que atualmente existam 600 desses pandas em cativeiro e mais de 1.800 na natureza.