Notícias » China

China proíbe provas para alunos entre seis e sete anos de idade

A medida tem como objetivo aliviar a pressão dos estudantes no competitivo sistema educacional do país

Penélope Coelho Publicado em 30/08/2021, às 11h21

Imagem ilustrativa de criança estudando na China
Imagem ilustrativa de criança estudando na China - Getty Images

De acordo com informações da agência de notícias AFP, nesta segunda-feira, 30, a China anunciou uma nova medida educacional que deve mudar as estruturas desse setor.

A partir de hoje, crianças entre seis e sete anos não poderão mais realizar testes escritos nas escolas do país. A decisão se dá na tentativa de reformar o sistema educacional chinês, com o objetivo de aliviar a pressão entre alunos e pais de alunos.

Sabe-se que na China, o sistema escolar é conhecido por sua competitividade. No país, os estudantes do ensino fundamental já realizam uma espécie de teste parecido com o vestibular.

De acordo com o Ministério da Educação, tais exames deixam os alunos “saturados e sob enorme pressão”, o que segundo eles, pode prejudicar a saúde mental e física das crianças.

Segundo revelado na reportagem, a medida também tem a intenção de diminuir a desigualdade educacional do país.

Na China, pais de alunos com boa condição financeira gastam em media R$ 15 mil por ano em aulas particulares, para que seus filhos ingressem nas melhores universidades do país.