Notícias » China

China reporta primeira morte de humano provocada por vírus vindo de macacos

Segundo o Centro de Controle e Prevenção de Doenças da China, a vítima foi um veterinário que tinha contato próximo com os animais

Ingredi Brunato, sob supervisão de Pamela Malva Publicado em 21/07/2021, às 18h00

Fotografia meramente ilustrativa de macaco
Fotografia meramente ilustrativa de macaco - Divulgação/ Pixabay / a_m_o_u_t_o_n

Conforme repercutido pela Revista Exame nesta quarta-feira, 21, a China acaba de documentar a primeira morte de um humano por conta de uma cepa de vírus que veio de macacos. O caso, que ocorreu em maio, foi divulgado em um relatório do Centro de Controle e Prevenção de Doenças do país. 

A vítima da doença rara foi um veterinário de 53 anos que trabalhava em um laboratório especializado em reprodução de primatas em Pequim. O patógeno, que foi batizado de herpes B, teria sido contraído por ele após a dissecação de dois macacos em março. 

Segundo relatado pelo órgão chinês e repercutido pelo U.S. News, o vírus, embora comum entre os primatas, é extremamente raro em humanos. Antes de falecer, o homem experienciou sintomas como febre, náuseas e vômito. Foi a sua autópsia que revelou a presença do agente infeccioso em seu organismo. 

Acredita-se que tenha ocorrido um “salto viral”, que é quando um patógeno anteriormente infeccioso apenas para uma espécie sofre uma mutação que o torna capaz de contaminar outra. Felizmente, colegas de trabalho que tiveram contato próximo com o veterinário testaram negativo para a herpes B.