Notícias » China

Na China, sistema de quarentena para viajantes é colocado em dúvida, após passageiro causar surto de Covid-19

As autoridades informam que o cidadão cumpriu isolamento obrigatório antes de entrar em território chinês

Redação Publicado em 13/09/2021, às 10h50

Fotografia tirada na China, em meio à pandemia
Fotografia tirada na China, em meio à pandemia - Getty Images

Foi divulgado nesta segunda-feira, 13, pela CNN, que um homem que teria cumprido quarentena obrigatória de 21 dias, ao retornar de Singapura para a China, está sendo apontado como a provável fonte para um novo surto de Covid-19 no país.

O homem em questão teria testado negativo para o vírus nove vezes, durante os 21 dias que cumpriu quarentena em hotel. Contudo, após entrar no país, apresentou teste positivo, depois de 37 dias, como revelou a mídia estatal da China. Não foi confirmado se o cidadão contraiu o vírus após voltar para o país, ou, não.

De acordo com a reportagem, o novo surto foi identificado na província chinesa de Fujian, foram identificados 60 novos casos de pessoas infectadas pelo novo coronavírus, incluindo crianças.

Segundo especialistas, o ocorrido coloca em dúvida a eficácia das estratégias de contenção do vírus no país, conhecido como um dos mais rígidos do mundo. Agora, de acordo com a publicação, as autoridades da região intensificaram as normas de bloqueio.


Sobre a Covid-19

De acordo com as últimas informações divulgadas pelos órgãos de saúde, desde o início da pandemia a China registra 95.248 mil casos de pessoas infectadas, com 4.636 mil vítimas fatais do vírus. 

Em 1º de dezembro de 2019, o primeiro paciente apresentava sintomas do novo coronavírus em Wuhan, epicentro da doença na China, apontou um estudo publicado na revista científica The Lancet em fevereiro deste ano.