Notícias » Ciência

Cientistas conseguem primeira clonagem bem-sucedida de cavalo selvagem em extinção

O espécime clonado do cavalo de Przewalski é uma grande esperança para sua espécie, que foi avistada na selva pela última vez em 1969

Ingredi Brunato Publicado em 10/09/2020, às 18h00

Fotografia do potro clonado.
Fotografia do potro clonado. - Divulgação/ Timber Creek Veterinary

Nascido há um pouco mais de um mês, em 6 de agosto, o potro de nome Kurt é o primeiro clone bem-sucedido da espécie Przewalski, que é caracterizada pelo porte pequeno e atarracado, com os pêlos cor de bronze e as pernas escuras. As populações desses animais, que são naturais da Ásia Central, diminuiram rapidamente depois da Segunda Guerra Mundial, sofrendo com a perda de seu hábitat natural. 

Kurt foi clonado a partir de um material genético que estava congelado criogenicamente há quatro décadas. Ele é um espécime particularmente importante por ainda ter diversidade genética em seu DNA, diferente dos cavalos de Przewalski que foram criados em cativeiro nos últimos anos. O último avistamento de um cavalo da espécie na selva foi em 1969. 

Quando se percebeu o risco de extinção dos Przewalski, foram separados 12 espécimes e, a graças ao seu cruzamento e de seus descendentes ao longo dos anos hoje existem por volta de 2 mil desses bichos. 

No entanto, como os especialistas partiram de apenas 12 cavalos iniciais, eles perderam parte de sua diversidade genética, o que pode levar ao desaparecimento de características importantes para a sobrevivência da espécie, que contribuíam para sua adaptação ao ambiente. 

O pequeno Kurt tem o genoma idêntico a um cavalo de Przewalski chamado Kuporovic, que ainda conservava uma ancestralidade única. Fazendo dele uma grande esperança para os cientistas, tendo o potencial de reintroduzir a variedade genética perdida.