Notícias » Arqueologia

Cientistas descobrem fóssil de centopeia do tamanho de um carro

O inseto gigante viveu a mais de 300 milhões de anos atrás

Ingredi Brunato, sob supervisão de Fabio Previdelli Publicado em 23/12/2021, às 12h30

Ilustração que representa o animal, que hoje está extinto
Ilustração que representa o animal, que hoje está extinto - Divulgação/ Neil Davies/ Arquivo Pessoal

Para muitos, insetos gigantes parecem um conceito que saiu diretamente de pesadelos. Porém, ele é mais próximo da realidade do que imaginamos. Cientistas do Reino Unido encontraram, recentemente, um fóssil daquele que foi identificado como o maior artrópode que já existiu. 

Tratava-se de uma centopeia que chegaria a 2,6 metros de comprimento, e pesaria até 50 quilos, além de ter, pelo menos, 20 pernas, conforme especulado pelos pesquisadores.

A estimativa foi feita com base nas dimensões do exoesqueleto fossilizado encontrado, que tinha 50 centímetros de largura e 75 centímetros de comprimento, de acordo com informações repercutidas pelo Live Science na última segunda-feira, 20. 

Vale mencionar que o exoesqueleto (diferente do endoesqueleto presente nos humanos, por exemplo) é uma estrutura resistente que cobre o exterior dos artrópodes, assim protegendo seus corpos. 

Fragmento do exoesqueleto da criatura / Crédito: Divulgação/ Neil Davies/ Arquivo Pessoal

 

Essa centopeia gigante está extinta há muito tempo, tendo vivido entre 359 milhões e 299 milhões de anos atrás, isto é, durante o chamado Período Carbonífero, que pertence à Era Paleozoica. 

Esses seriam os maiores animais terrestres do Carbonífero", afirmou Neil Davies, geólogo envolvido na análise da descoberta, ainda conforme o veículo. 

Um detalhe interessante a respeito do achado é que ele foi feito por um mero acaso: "O bloco [contendo o fóssil] havia caído recentemente do penhasco e rachou no lugar certo", contou o especialista. Quem topou com a rocha contendo o valioso exoesqueleto foi um ex-estudante de doutorado.