Notícias » Europa

Cientistas descobrem que elefantes pré-históricos anões da Europa eram do tamanho de burros

Os descendentes da espécie, no entanto, desenvolveram enormes cabeças e músculos extras

Alana Sousa e Daniela Bazi Publicado em 23/01/2020, às 13h52

Comparação entre o elefante anão e um elefante normal
Comparação entre o elefante anão e um elefante normal - Divulgação/José-Manuel Benito

Cientistas identificaram que os elefantes anões pré-históricos encontrados na Índia, na Alemanha e na Itália com características parecidas não seriam da mesma espécie. Enquanto os animais da Pré-História teriam o tamanho de um burro, seus descendentes evoluíram em maior proporção.

Um dos responsáveis pelo estudo e autor do artigo é o pesquisador independente Asier Larramendi, da EoFauna Scientific Research da Espanha. Segundo ele, o que diferencia os animais é o tamanho das cristas do crânio, onde a do elefante indiano seria maior que a do Europeu — que viveu há cerca de 800 mil anos.

As cabeças dos animais poderiam atingir cerca de 1,4 metros de altura, sendo as maiores já encontradas. "Além da crista do telhado do crânio, a cabeça do elefante de ponta reta também é notável por ser enorme, o maior de todos os elefantes de todos os tempos - a cerca de 10 metros do topo do telhado do crânio até a base das bainhas da presa", revelou Larramendi.

Os pesquisadores acreditam que o corpo destes mamíferos se desenvolveu para suportar a cabeça, criando músculos extras no pescoço.