Notícias » Astronomia

Cientistas levantam nova hipótese que aponta para a presença de vida em Marte

A especulação foi feita após os especialistas analisarem os últimos relatórios feitos pela sonda Curiosity

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 26/07/2021, às 16h26

Fotografia do Curiosity em Marte
Fotografia do Curiosity em Marte - Divulgação / NASA / JPL

Segundo repercutido pela IstoÉ Dinheiro na última sexta-feira, 23, o rover Curiosity, da NASA, que está há nove anos explorando Marte em busca de evidências de vida, gerou recentemente relatórios que empolgaram os cientistas. 

A máquina está atualmente coletando amostras minerais do solo marciano para analisar sua geologia, uma vez que rochas podem guardar informações relevantes sobre a atmosfera de um local. 

O Curiosity descobriu então que existem evidências geológicas mais apagadas que outras — o que poderia ser relacionado com a existência de seres vivos no planeta vermelho, segundo especulado por pesquisadores do Instituto de Tecnologia da Califórnia. 

A teoria dos especialistas é que esse “apagamento” teria sido provocado pela passagem de água em certos locais, que, ao ser absorvida pelo solo, fez com que essas regiões tivessem um padrão de rochas diferente daquele encontrado nas proximidades. Esse é um fenômeno que ocorre com frequência aqui na Terra, por exemplo. 

Água na forma líquida, por sua vez, é um dos maiores sinais de que um lugar pode conter vida, ainda que apenas na forma de microorganismos, fazendo com que evidências da existência dela em outros planetas sempre chamem a atenção da comunidade científica.