Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / James Webb

Por que cientistas pedem a mudança de nome do telescópio bilionário James Webb?

O nome do objeto homenageia James Webb, antigo administrador da NASA

Redação Publicado em 18/07/2022, às 15h27

Telescópio James Webb, que custou US$ 10 bilhões - Divulgação / NASA
Telescópio James Webb, que custou US$ 10 bilhões - Divulgação / NASA

Depois do sucesso das primeiras imagens do telescópio espacial James Webb, o nome do objeto voltou a ser discutido, por desagradar uma boa parcela da comunidade científica. O telescópio que custou US$ 10 bilhões possui o nome em homenagem ao americano que foi o segundo administrador da NASA.

James Webb liderou a agência espacial na década de 60, durante missões da Apollo, e também foi subsecretário dos EUA entre 1949 e 1952. Porém, Webb foi polêmico nesses períodos. Alguns astrônomos, pesquisadores e cientistas criticam tal homenagem alegando que Webb estava ligado à perseguição de pessoas LGBTQIA+ nas décadas de 1950 e 1960.

O cientista estaria envolvido com a ação que resultou da demissão de muitos gays e lésbicas do serviço do governo dos EUA nessa época, a Lavender Scare. Desde 2021 os pedidos para a mudança de nome acontecem e mais de 1.700 pessoas da comunidade de astronomia já assinaram uma petição para isso.

O processo da mudança

A NASA anunciou, em setembro de 2021, que não mudaria o nome do telescópio. Bill Nelson, atual administrador da agência, disse em um comunicado: “Não encontramos nenhuma evidência neste momento que justifique a mudança do nome do telescópio espacial James Webb”.

A revista Nature publicou em março 400 páginas de documentos internos da agência, que foram obtidos através de um pedido de liberdade de informação, um “white paper”, em que dizia que “a NASA decidiu que a remoção de funcionários homossexuais seria sua política. Eles tiveram a escolha durante o mandato de Webb como administrador para definir ou alterar essa política.”

Depois dos novos pedidos da alteração de nome do objeto bilionário, a NASA ainda não se pronunciou, segundo a Época Negócios.