Notícias » Arqueologia

Com detector de metal, entusiasta se depara com ‘cofrinho’ da era viking

Quase cem moedas de prata de mil anos foram encontradas por Kath Giles, responsável por outra descoberta de um tesouro na região

Isabela Barreiros, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 19/07/2021, às 15h52

Moedas do tesouro viking descoberto na Ilha de Man
Moedas do tesouro viking descoberto na Ilha de Man - Divulgação/Manx National Heritage (MNH)

Em dezembro do ano passado, a policial aposentada Kath Giles identificou um tesouro viking, contendo bracelete de ouro e um broche de prata, na lha de Man, no mar da Irlanda. Não muito tempo depois, Giles fez outra descoberta impressionante. 

Como relata a BBC News, em um campo no norte da ilha, a mesma ex-policial encontrou o que os especialistas acreditam que seja um “cofrinho”, que remonta ao mesmo período histórico, em abril deste ano. O achado foi divulgado pela primeira vez nesta semana. 

Pesquisadoras catalogam a importante descoberta / Crédito: Divulgação/Manx National Heritage (MNH)

 

Com um detector de metal, Giles se deparou com 87 moedas feitas de prata, além de 13 peças de argolas feitas do mesmo material e que tinham valor monetário na época. Os especialistas sugerem que os objetos datam de um período entre os anos de 1000 e 1035 d.C.

Kristin Bornholdt-Collins, especialista em moedas que analisou a descoberta, explicou que o local funcionava como um “cofrinho” e que o tesouro pode ter sido enterrado deliberadamente pelo proprietário. Ela explica que algumas peças podem ter sido adicionadas “ao longo do tempo".

Os pesquisadores avaliaram ainda que as moedas foram cunhadas em lugares diferentes. Algumas foram desenvolvidas na Inglaterra, enquanto outras foram feitas em Dublin, Alemanha e onde elas foram descobertas, na Ilha de Man.

Para a curadora de arqueologia do Manx National Heritage, Allison Fox, esse foi um "achado maravilhoso” que poderá ajudar a entender a "complexa economia da Era Viking" na ilha