Notícias » Europa

Com temperaturas extremas, Grécia e Turquia são atingidas por incêndios florestais

Os termômetros do sul da Europa estão registrando temperaturas recordes, principalmente nos dois países, que chegaram a 47ºC

Isabela Barreiros, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 05/08/2021, às 13h39

Incêndio atinge a cidade de Mugla, na Turquia
Incêndio atinge a cidade de Mugla, na Turquia - Getty Images

Na madrugada da última quarta-feira, 4, regiões da Turquia e Grécia começaram a sofrer com incêndios florestais causados pelas temperaturas extremamente altas registradas nos dois países. O recorde foi de 47,1°C nesta semana, como relatou a revista Veja.

Autoridades de ambas as nações alertaram as populações para o intenso fogo que está se alastrando pelas cidades. Com os incêndios, vêm também a má qualidade do ar e fuligem, o que fez com que os políticos pedissem que os moradores de Atenas fechassem as janelas de suas casas.

Ainda na Grécia, locais turísticos como a Acrópole tiveram que ser fechados até o fim desta semana. A orientação é permanecer em local fechado, visto que, apenas na quarta-feira, 78 focos de incêndio foram relatados pelo corpo de bombeiros grego.

A situação na Turquia não é muito diferente. Apenas as províncias de Mugla e Antalya registraram oito mortes devido aos incêndios na última terça-feira, 3, e turistas na costa do país tiveram que ser evacuados por conta do fogo. 

De acordo com as agências de notícias dos países, o fenômeno climático está sendo avaliado por especialistas como um dos mais extremos já registrados na região, que é mais vulnerável aos períodos de mudanças no clima. 

Além da Turquia e Grécia, a onda de calor está atingindo principalmente países no sul da Europa como Itália, Romênia, Sérvia, Bósnia-Herzegovina e Bulgária.