Notícias » Brasil

Com uso de máscaras, casos de sarampo diminuem no Brasil

Em comparação com o ano passado, é possível notar a queda. Confira!

Giovanna Gomes, sob supervisão de Penélope Coelho Publicado em 26/08/2021, às 08h53

Na imagem, uma máscara
Na imagem, uma máscara - Imagem de leo2014 por Pixabay

O uso de máscaras durante a pandemia é de extrema importância para conter a disseminação da covid-19. Mas não é só isso: a incidência de infecções por outras doenças também diminui com o uso, como é o caso do sarampo. Conforme informou o Olhar Digital, desde o ano passado, houve queda de 99,5% nos casos da doença em São Paulo.

De acordo com o governo estadual, entre 1 de janeiro e 10 de agosto de 2021, apenas cinco casos foram registrados em todo o estado. No ano anterior, no mesmo período, houve 772 casos e 1 morte. Até o fim do ano, o total foi de 883 casos, em todas as regiões do estado de São Paulo, sendo que, 354 dos infectados eram crianças com menos de 9 anos.

Como o sarampo é transmitido via gotículas de sliva que ficam no ar, o uso de máscaras contribuiu muito para a redução dos casos da doença.

“O uso de máscaras de proteção facial, obrigatórias em todo o estado, o isolamento social e o incentivo à higienização das mãos e ambientes contribuiu para a redução também do sarampo”, explicou à Agência Brasil a médica de Divisão de Imunização, Helena Sato. Mas ela ressalta a importância da vacinação.

“Assim como ocorre com outras doenças, somente a conclusão do esquema vacinal é capaz de garantir a devida proteção contra o sarampo. Por este motivo, pais ou responsáveis devem continuar levando as crianças aos postos de vacinação para proteção contra as doenças prevenidas pelas vacinas, e aqueles que não tomaram todas as doses necessárias na faixa etária adequada, também precisam se vacinar”, finalizou.