Notícias » Coreia do Sul

Comercial sul-coreano causa polêmica por retratar mulheres como vacas

Empresa de laticínios pediu desculpas recentemente em um comunicado

Isabela Barreiros Publicado em 15/12/2021, às 09h54

Comercial da empresa Seoul Milk
Comercial da empresa Seoul Milk - Divulgação/Seoul Milk

Um comercial da empresa sul-coreana, Seoul Milk, causou polêmica nos últimos tempos por retratar mulheres como vacas. Internautas também problematizaram a prática de “molka”, que envolve filmar pessoas secretamente, mostrada no anúncio.

A companhia se desculpou publicamente pelo ocorrido por meio de um comunicado divulgado recentemente.

O vídeo também foi removido do Youtube, embora tenha sido reenviado à internet por outros usuários e se tornado viral.

Pedimos desculpas sinceramente a todos que se sentiram desconfortáveis ​​com o comercial de leite lançado no dia 29 do mês passado", escreveu a Seoul Dairy Cooperative, que controla a Seoul Milk, no pedido de desculpas.

"Estamos aceitando este assunto com seriedade e conduziremos uma revisão interna, e tomaremos cuidado extra para evitar que incidentes semelhantes ocorram no futuro. Inclinamos nossas cabeças em pedido de desculpas", completou.

No comercial, é possível observar um homem filmando secretamente um grupo de mulheres no campo, que está em um riacho e fazendo ioga. Pouco tempo depois, elas se transformam em vacas quando se assustam com o homem, que pisou em um galho.

Finalmente conseguimos capturá-los para as câmeras em um local de limpeza imaculada", diz uma voz masculina.

O vídeo termina com os dizeres: "Água limpa, ração orgânica, leite de Seul 100% puro. Leite orgânico de uma fazenda orgânica na natureza agradável de Cheongyang."

Além do debate sobre sexismo ao retratar mulheres como vacas, a propaganda também levantou discussões críticas sobre as “câmeras secretas”, que receberam o nome específico de molka na Coreia do Sul por terem se tornado um problema para as mulheres.

Veja o comercial: