Notícias » Entretenimento

"Comia e respirava a novela", afirma Marcos Pasquim sobre gravações de Kubanacan

O ator comemorou o retorno da novela na plataforma de streaming da Globo: "Tenho curiosidade de ver como as novas gerações vão receber a novela"

Wallacy Ferrari Publicado em 17/11/2020, às 15h20

Marcos Pasquim interpreta personagens em Kubanacan
Marcos Pasquim interpreta personagens em Kubanacan - Divulgação / TV Globo

O ator Marcos Pasquim revelou no último domingo, 15, algumas das dificuldades enfrentadas nos bastidores da novela Kubanacan, transmitida originalmente em 2003 pela TV Globo.

O paulista foi entrevistado pela colunista Patrícia Kogut, do jornal O Globo, após o anúncio da Globoplay em adicionar a quimérica produção em seu catálogo.

Na obra, o ator deu a vida a quatro personagens simultâneos — Esteban, Dark Esteban, Adriano e León — retratados em diversos pontos da trama. Marcos afirmou que a novela foi capaz de deixar sua agenda de compromissos completamente ocupada com gravações: “Eu não tinha vida. Eu comia e respirava a novela. Fazia vários personagens. Contracenei com quase todo o elenco da Globo e estava sempre fugindo da polícia, fazendo cenas de ação”.

Pasquim explicou que até tentou diminuir a carga de trabalho conversando com autor Carlos Lombardi, sugerindo que o personagem tivesse uma pausa física: “Foi o que aconteceu: o Esteban foi baleado e entrou em coma. Só que, a partir daí, ele começou a duelar mentalmente com o lado sombrio dele, o Dark Esteban. Então, foram gravações intermináveis num ringue de boxe em que eu lutava comigo mesmo. Ali eu aprendi que devemos tomar muito cuidado ao pedir alguma coisa para o autor da novela”.

Na entrevista, Marcos aproveitou para comentar que diversas pessoas pediam a volta da novela e que ficou animado com o anúncio da plataforma de streaming: "Eu fiquei muito feliz com a notícia. Foi um dos trabalhos mais importantes da minha carreira e muita gente ainda lembra com carinho. Tenho curiosidade de ver como as novas gerações vão receber a novela. Afinal de contas, já se passaram 17 anos".