Notícias » América Latina

Comissão de parlamentares peruanos declara Evo Morales como persona non grata no país

Deputados peruanos pensam que o ex-presidente da Bolívia interfere na política da nação

Paola Orlovas, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 23/11/2021, às 15h10

Evo Morales em 2020
Evo Morales em 2020 - Getty Images

Uma comissão de deputados peruanos decretou que Evo Morales, ex-presidente da Bolívia, é uma persona non grata no Peru na última segunda-feira, 22, usando seu ativismo político como justificativa. 

A comissão em questão foi a Comissão de Relações Exteriores, liderada pelo deputado Ernesto Bustamente. No texto, o grupo de deputados afirma que o ativismo político de Evo Morales é negativo no Peru e que o antigo presidente boliviano se intromete nas agendas políticas, econômicas e sociais da nação peruana.

Morales faz reuniões no Peru desde julho de 2021, e para os deputados peruanos, as declarações que ele dá além de serem ingratas, seriam indicações  de que o boliviano teria uma agenda política com interesses estrangeiros. As informações são do portal de notícias G1.

A Comissão de Relações Exteriores ainda pediu para que os ministérios da Defesa e do Interior tomassem ações para fazer com que a entrada de Evo fosse proibida no país.