Notícias » Política

Como se Trump tivesse sido reeleito: Casa Branca ordena execução de orçamento para 2021

A ação revela que governo Trump ainda se recusa a reconhecer a vitória do democrata Joe Biden

Giovanna Gomes Publicado em 12/11/2020, às 13h32

Casa Branca
Casa Branca - Pixabay

De acordo com o jornal The Washington Post, a Casa Branca ordenou recentemente que as agências federais americanas continuem preparando a proposta de orçamento para o próximo ano fiscal, o qual somente terá início no quarto trimestre de 2021. 

A decisão não agradou a muitos funcionários do governo. Isso porque a proposta deve ser mandada para o Congresso até fevereiro e, como o mandato de Biden tem início no dia 20 de janeiro, pode-se considerar que o futuro governo terá tempo suficiente para planejá-la. Dessa forma, a ação revela que o atual governo ainda se recusa a reconhecer a vitória de Joe Biden na última eleição.

"Eles estão fingindo que nada aconteceu", afirmou um funcionário do escritório de orçamento da Casa Branca, que não quis se identificar, segundo a reportagem. "Todos nós devemos fingir que isso é normal e fazer todo esse trabalho, mesmo sabendo que vamos ter que jogá-lo fora".

Além da proposta de orçamento antecipada, há outra ação do governo Trump que tem sido reprovada. Nesta quinta-feira, 12, a CNN declarou que o Departamento de Estado americano está impedindo que Biden tenha acesso a mensagens de líderes mundiais a ele enviadas. Ao que tudo indica, Trump dificilmente reconhecerá a vitória do democrata.