Notícias » Arqueologia

Componentes de antigas panelas de cerâmica revelam práticas alimentares seculares

Pesquisadores cozinharam em potes semelhantes durante um ano para entender se os restos encontrados faziam parte da última refeição feita ou se eram o acúmulo das anteriores

Isabela Barreiros Publicado em 27/08/2020, às 15h25

As panelas analisadas
As panelas analisadas - Divulgação/Jillian Swift

Um novo estudo publicado pela revista científica Scientific Reports demonstrou uma longa análise feita por uma equipe de pesquisadores liderada pelos cientistas Melanie Miller, Helen Whelton e Jillian Swift. Eles foram responsáveis por examinar componentes que foram encontrados em antigas panelas de cerâmica.

De acordo com a pesquisa, investigar três partes importantes das descobertas feita nos potes pode ajudar a entender melhor as práticas alimentares das pessoas que as utilizavam antigamente. São elas restos carbonizados, resíduos da superfície interna e lipídios absorvidos pelas paredes de cerâmica.

No entanto, os pesquisadores precisavam entender se essas partículas encontradas nos recipientes eram da última refeição feita nela ou apenas o acúmulo de diversas outras que foram feitas anteriormente. Para colocar um ponto final nessa dúvida, fizeram um longo experimento.

Eles cozinharam uma vez por semana durante um ano em potes semelhantes aos descobertos. No final, fizeram uma refeição diferente das que tinham realizado anteriormente. A partir disso, perceberam que os componentes de comida deixados nas panelas eram os ingredientes finais e que mudavam a cada refeição.

Eles encontraram indícios de carboidratos, lipídios e proteínas nos recipientes. Além disso, as análises revelaram que, a cada uso, os potes eram usados por escalas de tempo diferentes. Próximas pesquisas poderão indicar de maneira mais aprofundada o uso desse item para a alimentação dos antigos.