Notícias » Europa

Concentração de gases do vulcão Cumbre Vieja pode ser letal

Dados sugerem que exposição aos gases por 30 minutos na ilha de La Palma pode matar

Paola Orlovas, sob supervisão de Isabela Barreiros Publicado em 22/12/2021, às 13h25

A erupção do vulcão Cumbre Vieja na ilha de La Palma
A erupção do vulcão Cumbre Vieja na ilha de La Palma - Getty Images

O registro de concentração de gases que é estudado em algumas das áreas da zona de exclusão ao redor do vulcão Cumbre Vieja, na ilha de La Palma, sugere que a taxa desta concentração é alta o suficiente para matar uma pessoa em apenas trinta minutos.

Membros da Unidade de Emergência Militar (UME) gravaram um vídeo para os serviços de emergência das Ilhas Canárias, em que foi dito que, caso alguém entre dentro da zona de exclusão do vulcão (que está inativo há uma semana) sem a proteção máxima, a pessoa pode ficar inconsciente em poucos minutos, morrendo em menos de meia hora. 

A morte se daria por conta da inalação de "gases invisíveis", como monóxido de carbono, que acabam saindo de casas, que hoje são soterradas por cinzas, e fendas abertas no solo da zona de exclusão. As informações são da EFE. 

O vídeo diz: “Como pode ser visto, a emissão de monóxido de carbono ocorre em uma área muito ampla da zona de exclusão, e não apenas na cratera do vulcão, onde se formou uma enorme coluna de fumaça."

Caso não haja mais atividade, a erupção do vulcão Cumbre Vieja será considerada como finalizada no próximo sábado, mas a "situação de risco para a população" permanecerá durante "muitas semanas", segundo declaração de Rubén Fernández o diretor técnico do Plano de Emergência Vulcânica das Ilhas Canárias, dada na última terça-feira, 21.