Notícias » Estados Unidos

Condenada à morte pelo assassinato da filha, mulher tem execução suspensa

O caso de Melissa Lucio — no Texas, Estados Unidos — gera diferentes opiniões; entenda

Redação Publicado em 27/04/2022, às 10h00

Melissa Lucio
Melissa Lucio - Divulgação/Youtube/Drastic Crime

Esta quarta-feira, 27 de abril, marcaria a data que Melissa Lucio seria executada, no Texas, Estados Unidos. No entanto, dois dias antes da fatídica data, um tribunal de apelações decidiu suspender a ordem.

A mulher de origem mexicana está no corredor da morte, ela foi condenada em julgamento polêmico pelo assassinato da própria filha. No ano de 2007, a menina Mariah, de 2 anos, foi encontrada sem vida em sua casa, dias após ter supostamente caído da escada, com muitos hematomas.

Desde o início, Melissa — que tem 53 anos e 14 filhos — afirma ser inocente. Segundo ela, a morte da criança foi um acidente. De acordo com informações da BBC, a execução da mulher foi interrompida, em meio ao surgimento de novas evidências.

Além disso, os advogados de Lucio afirmam que sua cliente foi condenada em decorrência de um depoimento falso. Segundo revelado na publicação, a mulher esteve envolvida com vício em drogas, no entanto, nenhum de seus filhos a acusa de ter sido violenta.

Repercussão

O caso de Melissa Lucio vem chamando a atenção nos Estados Unidos, além de os filhos da mulher ficarem ao seu lado, ativistas também se engajaram em sua causa e até mesmo celebridades. Kim Kardashian, que recentemente passou a estudar direito, foi uma dessas personalidades.