Notícias » Personagem

Nem Malala escapou: Confira as 11 piores declarações do príncipe Philip

Marido de Elizabeth II, que deixou a vida pública em 2017, ficou conhecido por comentários fora de hora

Redação Publicado em 10/04/2021, às 08h00 - Atualizado às 09h05

Philip durante evento em julho de 2015
Philip durante evento em julho de 2015 - Getty Images

Na última sexta-feira, 9, a família real britânica entrou em luto após a morte do Príncipe Philip, marido de Elizabeth II. Conforme divulgado pelas redes sociais da corte da monarca, o Duque de Edimburgo faleceu aos 99 anos. A causa da morte ainda não foi revelada. 

"É com profunda tristeza que Sua Majestade, a Rainha anunciou a morte de seu amado marido, Sua Alteza Real, o Príncipe Philip, Duque de Edimburgo. Sua Alteza Real faleceu pacificamente esta manhã no Castelo de Windsor", revelou a família real através das redes sociais.

Conhecido pela grande paixão por aviação, o marido de Elizabeth II não compartilhava do mesmo perfil discreto da rainha, que assumiu o trono aos 25 anos de idade.

Conforme repercutido Washington Post, Karen Dolby, autora de The Wicked Wit of Prince Philip, revelou na obra que o Duque nem sempre "foi popular entre os liberais. Mas ele nunca tentou ser". 

Não é de se espantar que o membro da corte de Lilibet tenha ficado conhecido por suas frases e 'piadas' fora de hora, que muitas vezes acabavam por ofender muitas pessoas. Talvez tenha sido até por isso que o membro da Corte afirmou que testou a paciência da ex-sogra de Lady Di. "Você pode acreditar em mim, a rainha tem a qualidade da tolerância em abundância".

Diante do fato, o Washington Post relembrou algumas das piores declarações do pai do Príncipe Charles. Vale destacar que outros itens da lista foram documentados em reportagem da BBC Internacional.

O site Aventuras na História selecionou 10 desses momentos. Confira abaixo!

1. 'Olhos rasgados'

Foi numa viagem à China, no ano de 1986, que o membro da família real não pensou duas vezes antes de fazer uma 'piada' ao se deparar com um estudante britânico. 

Conforme registrado pelo WP, ao encontrar o garoto, disse: "Se você ficar aqui por muito mais tempo, irá para casa com os olhos rasgados".

2. Nem Malala escapou

Isso mesmo, nem mesmo a jovem Malala Yousafzai, que emocionou o mundo com sua trajetória na luta pelos direitos das mulheres, se livrou das falas diretas do marido de Elizabeth. 

Ao encontrar a jovem e apertar sua mão, disse: 'Há uma coisa sobre as crianças que vão à escola: elas vão à escola porque seus pais não as querem em casa'. O importante aqui é lembrar que Malala, após sofrer um atentado que quase tirou sua vida, passou a lutar pelo direito de as meninas poderem frequentar escolas. 

3. Palácio em 'chamas'

Em 2017, o Duque de Edimburgo anunciou sua aposentadoria, assim optou saiu de cena dos eventos oficiais, contudo, bem antes deste fato, o cunhado da falecida Princesa Margaret cometeu uma tremenda gafe num evento ocorrido no Palácio de Buckingham. 

Quando encontrou parlamentares do Partido Trabalhista no Palácio, disparou: 'Ah, então este é o canto feminista'.  

4. Piratas

 Já em outro momento, a polêmica se deu com pessoas que vivem nas Ilhas Cayman, território britânico ultramarino, que instiga os amantes das paisagens proporcionadas pela natureza.

Philip em imagem oficial /Crédito: Getty Images

 

Ao encontrar os residentes, proferiu a seguinte pergunta: 'A maioria de vocês não descende de piratas?'. 

5. Drogas?

Foi durante uma aparição num clube juvenil de Bangladesh, localizado no centro de Londres, que mais uma gafe do avô do Príncipe William ganhou vida.

Em 2002, quando se deparou com os jovens questionou: 'Então, quem está drogado aqui? Ele parece estar drogado". 

6. A monarquia encontra um ditador

 Essa é mais antiga, contudo, ainda mais polêmica. Era 1963 quando o marido da rainha se encontrou com o polêmico ditador Alfredo Stroessner. 

O episódio deste tópico ocorreu no Paraguai. No encontro, o Príncipe Consorte falou o seguinte ao tirano: 'É um prazer estar em um país que não é governado por seu povo'. 

7. Fantasma de Hitler

Conforme repercutido pelo site Observador em 2017, o bisavô do pequeno Archie também protagonizou um episódio ao encontrar com Helmut Kohl, chanceler alemão. 

Foi em um evento realizado no ano de 1997 que o Príncipe tirou da tumba a expressão 'Reichskanzler' ao receber o político. O título fora usado pela última vez por nada mais, nada menos, que o ditador Adolf Hitler. 

8. Indígenas australianos

Outro momento extremamente desconfortável se deu durante a visita do membro da família real à Austrália em 2002. Conforme repercutido pelo Washington Post, sem nem pensar duas vezes antes de abrir a boca, Philip soltou a seguinte frase: 'Vocês ainda jogam lanças uns nos outros?'

9. Teste de direção

Em outro momento, que também foi repercutido pela BBC Internacional, a fala de Philip se deu na Escócia, no ano de 1995. 

Philip sorridente ao lado da monarca /Crédito: Wikimedia Commons

 

Quando se deparou com um instrutor de direção, soltou a seguinte pergunta: 'Como você mantém os nativos longe da bebida por tempo suficiente para que passem pelo teste?'

10. Proibir armas de fogo?

Em 1996, o avô de Harry foi questionado sobre a possibilidade de proibir armas de fogo após o insólito tiroteio ocorrido em Dunblane, contudo, Philip fez a pior analogia possível ao explicar porque discordava da medida.

 "Se um jogador de críquete, por exemplo, de repente decidisse ir para uma escola e espancar muitas pessoas até a morte com um bastão de críquete, o que ele poderia fazer muito facilmente, quero dizer, você vai proibir os tacos de críquete?". Na época, a AP relatou que o Palácio de Buckingham pediu desculpas pela insólita comparação. 

11. Jovens surdos

Já no último tópico da lista, fica claro que o histórico do Príncipe Philip ficou conhecido como o 'rei das gafes'. Para se ter ideia, a ofensa aqui listada, também repercutida pela BBC Internacional, se refere a jovens surdos que acompanhavam a uma apresentação de profissionais que tocavam tambor.
 
Em 1999, o político disse: "Surdo? Se você está perto de lá, não admira que seja surdo."
Fontes: Washington Post (reportagem de 2021), BBC Internacional (reportagem de 2017) e Observador (reportagem de 2017).