Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Nelson Piquet

As consequências da fala racista a Hamilton para Piquet, segundo jornalista

Embora tenha se desculpado, ex-piloto minimizou impacto da palavra usada para se referir ao colega

Redação Publicado em 30/06/2022, às 11h12

Piquet (á esque.) e Lewis Hamilton (à dir.) - Divulgação/Vídeo e Getty Images
Piquet (á esque.) e Lewis Hamilton (à dir.) - Divulgação/Vídeo e Getty Images

O ex-piloto Nelson Piquet poderá ser banido do paddock das provas da Fórmula 1 como consequência da fala racista contra Lewis Hamilton, que gerou reações negativas na categoria e nas redes sociais.

A decisão sobre quais consequências o tricampeão brasileiro deveria sofrer devido à declaração de cunho racista usada contra um companheiro foi confirmada por fontes da F1, segundo informou a BBC.

No comunicado no qual pediu desculpas a Hamilton pelo uso do termo “neguinho”, Piquet minimizou o impacto da palavra e descartou a caracterização racista atribuída à sua fala, que aconteceu quando ele comentava sobre uma batida do piloto com Max Verstappen.

“O que eu disse foi mal pensado, e não defendo isso, mas vou esclarecer que o termo usado é aquele que tem sido amplamente e historicamente usado coloquialmente no português brasileiro como sinônimo de 'cara' ou 'pessoa' e foi nunca teve a intenção de ofender”, escreveu na nota.

Hamilton também se posicionou sobre o caso, respondendo ao comentário racista em português. Em seu Twitter, escreveu: "Vamos focar em mudar nossa mentalidade". "É mais do que linguagem. Essas mentalidades arcaicas precisam mudar e não têm lugar no nosso esporte. Fui cercado por essas atitudes e alvo de minha vida toda. Houve muito tempo para aprender. Chegou a hora da ação", completou em inglês.

Termo racista usado em entrevista

Em novembro de 2021, Piquet comparou o acidente que envolveu Ayrton Senna e Alain Prost de 1990 na largada do GP do Japão com o GP da Inglaterra, 31 anos depois, criticando a atitude de Lewis Hamilton. A entrevista foi publicada pelo canal especializado em automobilismo, 'Enerto', segundo o UOL.

 "O neguinho [Lewis Hamilton] meteu o carro e não deixou [desviar]. O Senna não fez isso. O Senna saiu reto. O neguinho meteu o carro e não deixou [Verstappen desviar]. O neguinho deixou o carro porque não tinha como passar dois carros naquela curva. Ele fez de sacanagem. A sorte dele foi que só o outro [Verstappen] se fodeu. Fez uma puta sacanagem", disse o ex-piloto.