Notícias » Imran Ahmad Khan

Conservador, deputado britânico é declarado culpado por agressão sexual contra menor e renuncia

Imran Ahmad Khan apresentou sua renúncia nesta quinta-feira, 14

Redação Publicado em 14/04/2022, às 19h38

Registro de Imran Ahmad Khan
Registro de Imran Ahmad Khan - Divulgação/Vídeo/Youtube

Imran Ahmad Khan, conhecido por ser um deputado britânico conservador, foi declarado culpado, na última segunda-feira, 11, por abusar de um adolescente de 15 anos.

Após o escândalo, ele acabou renunciando o cargo nesta quinta-feira, 14, e explicou a decisão.

Cheguei, com pesar, à conclusão de que é intolerável que os meus administrados continuem sem um deputado que leve sua voz ao Parlamento durante anos", escreveu Imran através de sua conta no Twitter. Assim, ele disse que "renuncia" e também "deixa a vida política".

Com a explicação Ahmad acredita que o processo que ocorre na justiça pode ser longo, afinal, ele não aceitou a condenação e nega os fatos levantados.

Como consequência, ele explica que a duração do processo pode afetar seu trabalho.

Khan, que faz parte do Partido Conservador, foi excluído do cargo com 'efeito imediato', segundo um porta-voz do partido. 

A acusação

Conforme repercutido pela AFP, o episódio que resultou na condenação ocorreu em 2008. Khan foi acusado de dar gim, bebida alcoólica, ao jovem.

Depois, conforme a acusação, o menino foi levado para outro cômodo e deixado em uma cama. Em seguida, o deputado - que nega a acusação - pediu para ver material pornográfico e cometeu a agressão sexual.