Notícias » Inglaterra

Contaminada pela covid-19, mãe dá à luz em coma no Reino Unido

O bebê nasceu prematuro numa cesárea de emergência

Larissa Lopes, com supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 21/01/2021, às 08h00

Imagem meramente ilustrativa
Imagem meramente ilustrativa - Pixabay

No dia 9 de janeiro, Sameera Khan, de 28 anos, foi internada no Royal London Hospital, no Reino Unido. Grávida de vinte e nove semanas - o equivalente a 7 meses. Contaminada pelo coronavírus, foi submetida ao coma induzido e sua filha nasceu após uma cesárea de emergência.

O estado de saúde do bebê é estável, mas a mãe continua internada na UTI. Segundo o UOL, Sameera é casada e já tem três filhos, Yasin, 8, Medinah, 4 e Zayaan, 6. A melhor amiga dela, Linda Ha, contou ao site My London que Sameera tem ido ao hospital desde o início de janeiro, por causa dos baixos níveis de oxigênio.

Para ajudar a família da amiga, Linda abriu uma crowdfunding, espécie de “vaquinha” coletiva na Internet. Até agora, a iniciativa já soma mais de 3 mil libras, o equivalente a R$ 21 mil. "Se algo acontecer com a Sameera, se ela morrer, o dinheiro irá para os custos do funeral", contou Linda.

Sobre a Covid-19

Em 1º de dezembro de 2019, o primeiro paciente apresentava sintomas do novo coronavírus em Wuhan, epicentro da doença na China, apontou um estudo publicado na revista científica The Lancet em fevereiro deste ano.  

De lá pra cá, a doença já infectou 96.218.601 milhões de pessoas ao redor do mundo, totalizando mais de 2.058.534 milhão de mortes. No Reino Unido, já são 3.466.849 de casos confirmados e 91.470 mortes.